Você se inscreveu com sucesso em Blog Icamas
Ótimo! Em seguida, finalize a compra para ter acesso completo a Blog Icamas
Bem vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Sucesso! Sua conta está totalmente ativada, agora você tem acesso a todo o conteúdo.
Como trabalhar com espelhos em quartos pequenos?

Como trabalhar com espelhos em quartos pequenos?

. 4 minuto ler

Para começar, vamos responder à pergunta proposta. Sim, é possível colocar espelhos em quartos pequenos. Embora muitas pessoas pensem que vai ser apenas mais um ocupador de espaço, a verdade é que este tipo de objeto pode ser bastante útil para melhorar a impressão sobre o cômodo.

E, se feito de forma organizada, o espelho também não diminuirá o espaço, nem dificultará a locomoção das pessoas que andarem pelo ambiente, mesmo sendo pequeno e apertado.

Por exemplo, uma das possibilidades é utilizar o espelho no guarda-roupa, colado na porta, sem ocupar espaço extra. As pessoas podem se ver, ajeitar o vestuário após trocá-lo, sem precisar sair do quarto. Aumenta até mesmo a praticidade.

Como a porta do guarda-roupa costuma ser comprida, é possível colocar um espelho longo, de corpo inteiro. Dessa forma, facilita a observação como um todo das roupas escolhidas, permitindo uma melhor impressão sobre a combinação e se é necessária alguma troca. E tudo isso, com um espelho em quarto pequeno.

Outra possibilidade de se trabalhar com espelhos em um cômodo menor é optar por um objeto de tamanho inferior, mas que traga elegância ao ambiente. Por exemplo, não se pode descartar a opção por um espelho redondo, que fique em cima da cama, ou em outra posição.

Mesmo em um espaço reduzido, consegue cumprir sua função e ainda serve como embelezador do quarto, já que objetos compactos e com formato especial e diferente do usual conferem uma boa imagem ao cômodo.

Além disso, não necessariamente, no caso do espelho redondo, precisa ser apenas um objeto. O seu formato pode ser de alguns círculos que se unam na parede, fazendo com que seu tamanho e raio de ação aumente, sem causar impacto na ocupação de espaço no quarto pequeno.

E, para tornar o cômodo ainda mais bonito, pode haver uma combinação de estilo entre a forma do espelho com a cabeceira da cama, seja no material ou no desenho, por exemplo. No momento de comprar os objetos, vale a pena ficar atento à forma como eles se complementarão no espaço.

Um detalhe importante sobre a utilização dos espelhos é: antes de comprar um modelo e colocá-lo no ambiente, é importante analisar como serão dispostos os outros móveis e como fazer para que o objeto não acabe ficando colocado de forma ruim e que dificulte a utilização.

Por isso, a organização do espaço, tratando-se de um cômodo pequeno, é fundamental. Saiba bem em que lugar ficará a cama, os móveis essenciais e todos os artefatos. Se o quarto já estiver montado, analise em qual espaço o espelho se encaixa melhor, para que a compra seja feita de forma eficiente e sem erros.

Se necessário, é possível tirar uma foto do quarto e levar até a loja. Um profissional preparado e conhecedor de detalhes de decoração pode ser útil, ajudando a escolher o modelo que encaixe melhor com a necessidade e a possibilidade do ambiente.

Utilidades que vão além do objeto em si

Quem pensa no espelho apenas como um objeto para se olhar e se arrumar, está bastante enganado. Ele pode ser muito bem utilizado, também, como decoração do espaço, ajudando na beleza e na elegância do ambiente.

E isso é ainda mais evidente quando falamos de quartos pequenos. Muitas vezes, estes ambientes menores acabam sendo tratados como um problema, mas podem participar ativamente da sensação de conforto na casa. E os espelhos terão papel fundamental.

Atualmente, um dos conceitos mais utilizados neste sentido, é usar o espelho como um ampliador do espaço. Por conta da sua capacidade de conferir profundidade ao ambiente, graças à reflexão que gera, ele pode fazer com que um quarto pareça muito maior do que realmente é.

Isso, porque faz a amplitude do quarto parecer muito maior. Mesmo que fisicamente não seja, o fato é que a sensação melhora bastante e aumenta o conforto das pessoas que estejam no cômodo. Para quem sofre em espaços reduzidos, também pode ser uma forma de evitar o sentimento de claustrofobia por estar em um local mais fechado.

Por exemplo, uma das opções neste sentido, volta a ser os armários e guarda-roupas com espelho embutido. Se todas as portas forem revestidas com o objeto de vidro, a sensação de ampliação do quarto será sentida de forma muito clara. Na prática, o ambiente parecerá ter o dobro do tamanho real. Ou seja, para otimizar a utilização do espelho em um espaço curto, mais uma vez surge a opção de embutir no guarda-roupa.

Outra opção, é colocar o espelho na cabeceira da cama, de forma que a mesma sensação seja sentida, porém de forma vertical. Isso imaginando que os armários fiquem nas paredes horizontais à cama, como geralmente acontece.

Além da amplitude gerada, os espelhos também costumam dar destaque à iluminação, em uma combinação que gera beleza e elegância. Uma boa luz sobre o espaço dá a impressão de imponência, aumentando o bem-estar das pessoas no cômodo.

O fato é que há a possibilidade de trabalhar com espelhos em quartos pequenos. Eles não serão um dificultador na locomoção, nem ficarão empilhados com outros objetos, perdendo a efetividade. Na verdade, como foi visto, é possível a união entre espelho e outros artefatos para melhorar a sensação e otimizar a utilização do mesmo.

Está interessado em renovar o ambiente em seu quarto? Não perca tempo e confira nossas opções de cabeceira de ferro, produto feito com alta e qualidade e o melhor preço. Certamente, combinará de forma perfeita com a sua escolha de espelho e outros móveis, independentemente do tamanho de seu cômodo.