Você se inscreveu com sucesso em Blog Icamas
Ótimo! Em seguida, finalize a compra para ter acesso completo a Blog Icamas
Bem vindo de volta! Você fez login com sucesso.
Sucesso! Sua conta está totalmente ativada, agora você tem acesso a todo o conteúdo.
Como escolher a melhor cabeceira para cama box?

Como escolher a melhor cabeceira para cama box?

. 4 minuto ler

Um dos maiores desejos de quem está montando um quarto novo é escolher a cama ideal para sua necessidade. O conforto e o estilo hoje andam lado a lado e, por isso, outro item passou a ser valorizado nessa composição: a cabeceira da cama. A maioria das pessoas não se importava muito com esse item, mas agora a moda é combiná-lo com o ambiente e com os outros móveis do quarto.

Atualmente, existem diversos tipos de cabeceira disponíveis no mercado, dos mais diferentes tamanhos, materiais, cores, entre outros detalhes. Apesar de ser um item focado no conforto para quando quisermos recostar na cama, este passou a ser sinônimo de estilo e de combinações de cores e texturas para o quarto, dando um ar mais elegante para o design interior. Ou seja, tornou-se também uma peça de decoração.

Na maioria dos casos, as camas box, que são as mais usadas hoje em dia, são as que melhor comportam esse item. Ele é vendido de forma separada, na maioria das lojas, a fim de justamente possibilitar a combinação com o ambiente do comprador. Nas camas de modelos mais antigos, as cabeceiras já vinham acopladas junto a elas, mas eram de madeira e não faziam uma função de conforto e nem de estilo para o ambiente.

Agora, a versatilidade e a infinidade de opções disponíveis nas lojas, permitem que possamos decorar nosso ambiente preferido do nosso jeito.

História das cabeceiras de cama

Achar que esse item foi inventado agora, é um grande engano! Desde a Grécia Antiga, o mesmo é usado, mas tinha como nome encosto ao invés de cabeceira. O encosto era usado para fazer refeições na cama e para receber convidados. Nos locais mais frios, era usado também para barrar o vento e o frio.

Já na Idade Média, esse item já passou a ser considerado decorativo, quando começou a ser extremamente elaborado, esculpido em mínimos detalhes, com acabamentos fantásticos e até mesmo revestidos com tecidos, como podemos encontrar nos dias de hoje.

Utilidade

Como podemos ver, até os antigos já notavam que as cabeceiras de cama são extremamente úteis para nós. A principal finalidade é nos proteger de batermos a cabeça na parede durante a noite e para que possamos recostar na cama em momentos de descontração, deixando as costas e o restante do tronco confortavelmente apoiado. O frio também pode ser amenizado com as cabeceiras, principalmente aquelas compostas por tecidos.

Além disso, como símbolo decorativo, a cabeceira serve como um delimitador de espaço no quarto e como um item de design, combinando cores e texturas com outros objetos e cores do ambiente.

Para fazer a escolha correta da cabeceira, levamos em consideração alguns aspectos importantes: comprimento da cama, comprimento do quarto, altura do pé-direito do quarto, utilização do quarto e o conforto desejado.

Itens importantes para a escolha ideal

Para escolher a cabeceira ideal para sua cama box, é preciso, antes de qualquer coisa, saber as medidas corretas da sua cama para que a cabeceira acompanhe a sua extensão. Atualmente, temos as seguintes medidas disponíveis no mercado de colchões:

– Cama box solteiro: 0,88 x 1,88m

– Cama box casal: 1,38 x 1,88m

– Cama box queen: 1,58 x 1,98

– Cama box king: 1,93 x 2,03m

Assim, ao ter a medida em mãos, é importante levá-la ao vendedor da loja de cabeceiras para que ele escolha a que seja proporcional ao tamanho da cama.

Outro detalhe importante é que a cabeceira esteja em harmonia com o tamanho ou comprimento do quarto. Assim, para os quartos mais estreitos, opte por uma cabeceira que cubra toda a largura da parede e que seja baixa. Isso dá a impressão de maior amplitude para o ambiente.

Já para os quartos mais compactos, ou seja, com altura menor (pé direito baixo), cabeceiras altas são a melhor opção, pois dão a impressão de alongamento para o cômodo. Os quartos com tamanho médio, nem compactos e nem estreitos, pedem uma cabeceira que o ocupe o espaço exato em volta da cama.

Os tipos de cabeceira

Agora que você já sabe qual proporção de cabeceira é a melhor para o tamanho do seu ambiente e da sua cama, está na hora de escolher o tipo de cabeceira. Aqui entramos em um detalhe mais ligado ao design e ao seu conforto.

Atualmente, temos disponíveis as cabeceiras pendentes, que são de encaixe, contendo uma área vazada onde o box e o colchão de posicionam. Assim, ela é fixada na parede e tem o espaço para o posicionamento da cama. É ideal para economizar espaço do quarto, mas deve ter a dimensão exata.

Outro modelo é a almofadada, ou seja, com aparência e tecido acolchoado. É muito recorrida por ser bastante confortável para recostar, podendo conter “botões” presos de maneira ou outras formas geométricas. É uma opção clássica e que dá um toque refinado ao ambiente. Podemos encontrar também outros tipos de texturas, como couro, por exemplo.

Já as do tipo arredondadas são mais difíceis de serem achadas, em contraponto às tradicionais retas. Elas têm cantos arredondados, fazendo uma curvatura no topo.

As cabeceiras de ferro ainda são adquiridas, pois trazem um ar mais vintage para o ambiente, além de ser muito flexível e neutra para combinar com outros estilos de decoração.

Como escolher entre esses tipos?

Para fazer a escolha ideal é preciso analisar a sua finalidade e o estilo que deseja trazer ao ambiente. No caso de um ambiente com uma decoração mais moderna, pode optar por modelos horizontais de cabeceiras, ou seja, as quadradas e mais largas. Já quem está à procura de um estilo clássico deve escolher opções mais altas.

Em relação à textura, decorações mais modernas podem combinar mais com as feitas de couro, por exemplo, enquanto as mais clássicas caem bem às almofadadas.

Atente-se também ao restante da decoração do quarto. Então, se o quarto tiver peças ou móveis rústicos, por exemplo, uma cabeceira de madeira com tons envelhecidos pode compor perfeitamente a decoração do ambiente. Já os quartos mais românticos e clássicos combinam com uma opção estofada e em cores neutras, como bege, branco, marrom, entre outras. Outra opção para esse tipo de decoração são as cabeceiras em ferro.

Para os quartos com decorações mais “animadas”, como os de crianças e adolescentes, por exemplo, uma cabeceira com tons mais “vivos”, como amarelo, rosa, azul, entre outras, pode ser uma ótima opção!

Está em busca de uma cabeceira de ferro? Acesse nosso site e confira nossos produtos.